Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Mais de 180 artesãos participam da Expoargs

Publicação:

Divulgação
Divulgação

A 36ª Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul (Expoargs) reúne 184 artesãos de 52 municípios. A maior feira de artesanato gaúcho é realizada de 24 de agosto a 1º de setembro de 2019, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O evento promovido pelo Programa Gaúcho do Artesanato (PGA) conta com 118 estandes para exposição e venda de produtos artesanais.

De acordo com a coordenadora do PGA, Marlene Garcia, o grande destaque da exposição é o artesanato típico gaúcho.

Entre as artesãs está Raquel Rosales, de Porto Alegre, que comercializa cavalos em resina acrílica. “Há 20 anos participo da Expoargs e acredito que este ano o movimento será ainda melhor que o do ano passado”. Ela começou a trabalhar com artesanato em um momento de necessidade financeira. Fez um curso de fibra e foi aos poucos aperfeiçoando a técnica. Hoje, sonha compartilhar, com outras pessoas que estão aprendendo, o conhecimento que adquiriu ao longo do tempo. Ela considera o Programa Gaúcho do Artesanato “importantíssimo, sem sombra de dúvida. O artesão se sente acolhido em todos os momentos. Sem o Programa, o artesanato gaúcho teria terminado”.

Ao todo, 678 artesãos inscreveram-se na Expoargs. Os profissionais participaram de um processo de avaliação e seleção de 5 a 10 peças por matéria-prima, de acordo com os critérios da Portaria FGTAS Nº 067/2009, como porcentagem de trabalho manual, matéria-prima utilizada, conhecimento da técnica, personalidade no estilo e critérios no desenho, estética, entre outros. A triagem foi realizada no mês de maio em Porto Alegre, Novo Hamburgo, Tramandaí, Caxias do Sul, Passo Fundo, Santa Rosa, Santana do Livramento, Bagé e Santa Maria.

Edição anterior

A Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul (Expoargs) é promovida, anualmente, pelo Programa Gaúcho do Artesanato (PGA). A última edição do evento, realizada de 28 de agosto a 2 de setembro de 2018, contabilizou a comercialização de 35.592 peças artesanais, que somaram R$ 1.279.573,68 em vendas. Peças de couro cru, sucata, madeira, lã, além de relho, rédea, laço, tapete, ferradura, escultura de ferro e poncho foram as mais vendidas na 35ª edição.

PGA

O Programa Gaúcho do Artesanato (PGA) é desenvolvido pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), instituição vinculada à Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social. O Programa incentiva a profissionalização e fomenta a atividade artesanal com políticas de formação, qualificação e apoio a comercialização. É responsável pela emissão da Carteira de Artesão, que viabiliza a isenção de ICMS para a circulação de produtos, a emissão de notas fiscais e a exportação de produtos como pessoa física, além da participação de exposições e feiras para comercialização dos produtos.

Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social